A cultura dos Mangás

Home  /  Cultura  /  A cultura dos Mangás

 

O que é e quando surgiu?

O mangá nada mais é do que um HQ ( história em quadrinhos) japonês que são lidos de trás para frente, seguindo a tradição da escrita oriental.

Surgindo através do teatro de sombras o Oricon Shohatsu, que na época feudal, percorria vilarejos contando lendas por meio de fantoches, que com o tempo essas lendas foram sendo escritas em rolos de papel e ilustradas, dando origem às histórias em sequência (mangás), seu sucesso só aconteceu por volta da década de 40.

Durante a Segunda Guerra Mundial, a produção de mangás foi interrompida só sendo retomada em 1945, nesse período, a prática de ler mangá aumentou, pois por conta da guerra, poucas atrações culturais restaram.

01

(Primeiro Mangá, criado por um japonês chamado Hokusai que era especialista em pinturas em tábuas de madeira e papel de arroz. Certa vez ele retratou figuras de animais e do cotidiano dos japoneses, com tom cômico, disposto em quadrinho em folha de papel, isso por volta de 1814).

Público

A sociedade japonesa está sempre ligada a cultura e artes e o consumo de mangas é sempre alto tanto para adultos quanto para crianças, não sendo classificada somente como cultura infantojuvenil, como é classificada nas demais partes do mundo.

Os mangás têm tipos de publico alvo diferentes, como:

02

(Mangá Shojo)

Kodomo: Para crianças, com uma narrativa simples, dedicados à alfabetização e ciências simples.

Shojo: Voltado para o público feminino jovem, por volta dos 12 à 18 anos, com conteúdo romântico e personagens com a mesma idade desse público.

Josei: Um público feminino mais maduro, seu conteúdo é mais voltado para fatos do cotidiano e tenta passar mais realismo.

Seinen: seu publico é masculino, por volta dos 20 aos 40 anos, contendo mais cenas de violência explicitas.

Seus principais gêneros são:

03

(Mangá Mecha)

Mecha: Caracterizado por robôs ou naves gigantes, com bastante ação, normalmente sendo histórias de ficção científica.

Maho-shojo: com meninas protagonistas, sendo elas bruxas, feiticeiras ou magas.

Shitei: sua principal característica é o humor.

Jidaimono: Conteúdo Histórico, podendo falar de um período da história, principalmente da japonesa.

Principais obras

A empresa Oricon, especializada em produção de rankings e estatísticas de vendas nas áreas de artes e entretenimento, criou um ranking de 5 mangas mais importantes de todos os tempos.

São eles:

  • Dragon Ball
  • One Piece
  • Doraemon
  • Naruto
  • Pokemon

04

(Mangá Doraemon)

Mas qual é a importância?

Na cultura japonesa, os mangas não têm só o intuito de entreter, também influencia, na moda, tecnologia, estilo de vida e na maneira de comunicar, não só para o público jovem, mas para toda a cultura pop. No ocidente, ainda é visto como algo infantil, por ter desenhos e alguns deles apresentarem temas fantasiosos que fogem da realidade.

No Brasil, há centenas de novos leitores de mangás e não se pode subestimar o poder que essa mídia têm. O interesse dos jovens em estudar o idioma japonês, praticar alguma arte marcial, provar da culinária oriental ou até mesmo de ser adepto do budismo, isso tudo têm origem com o contato com os mangás, além de ser uma cultura diferente da predominante norte-americana.

Na moda, os mangás influenciam nas tendências de estilo dos jovens, isso acontece mais na sociedade jovem japonesa. Já Brasil e também pelo mundo, absorvemos a arte de caracterização de personagens , o cosplay. São jovens que se fantasiam de algum personagem do mangá ou anime (adaptação do mangá para a TV) e interpretam as atitudes e características daquele personagem, normalmente há grupos e eventos onde esses jovens se apresentam e concorrem a premiações assim que sua caracterização e fantasia for a mais parecidas com as do personagem.

05

(Cosplay – Enrolados – Rapunzel)

 

Por Beatriz Dias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *